Gestão de Negócios e Medicina? As duas áreas se conectam em uma história inusitada

O único requisito para cursar algum dos MBAs USP/Esalq é o diploma de ensino superior. Isso quer dizer que profissionais de diferentes áreas se especializam em assuntos que, à primeira vista, não estão relacionados. Este é o caso de Oscar Eduardo Fugita, que uniu Gestão de Negócios e Medicina.

Médico especialista em urologia, Fugita é aluno do MBA em Gestão de Negócios USP/Esalq e procura muito mais do que conhecimento e atualização. Aqui no Blog Next você acompanha a história de Fugita e entende um pouco mais sobre suas motivações, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional e um panorama da área da saúde. Vale a pena ler!

Por que Gestão de Negócios?

Fundamental na administração eficaz de empresas, a Gestão de Negócios define as melhores estratégias e ações para alcançar metas e resultados, a partir de um olhar completo da empresa. Assim, é função do gestor de negócios alinhar sua equipe e desenvolver conhecimentos e habilidades em toda a organização. Embora o contexto pareça ser apenas empresarial, a Gestão de Negócios é muito mais ampla.

No caso de Fugita, ele encontrou a necessidade de juntar Gestão de Negócios e Medicina para compreender melhor o presente e realizar sonhos futuros. “Sou médico em hospitais privados e ocupo cargos administrativos em hospital público. Percebi que precisava entender melhor o pensamento dos gestores desses serviços e, eventualmente, em um futuro próximo, pretendo investir em uma empresa própria, na área de inovação em saúde. Os novos conhecimentos adquiridos são e serão fundamentais também nessa nova jornada”, explica.

A relação entre Gestão de Negócios e Medicina

O médico destaca que suas experiências em Gestão em Serviços de Saúde ajudam na compreensão das estratégias e visão dos gestores de saúde. Porém, existe uma lacuna sobre a visão de negócios nessa formação.

Afinal, a Gestão de Negócios permite que o profissional domine habilidades administrativas, financeiras, de pessoas entre outras, de forma a auxiliar a tomada de decisões em qualquer departamento da organização.

“Entendo que a área de saúde deve ser vista como um negócio também, apesar de nosso direcionamento sempre priorizar o bem-estar do paciente, nosso cliente final”, enfatiza Fugita.

“O gestor de negócios com formação também na área da saúde pode conciliar estas duas visões, aparentemente, antagônicas: prover o melhor cuidado para o paciente, mas em um ambiente sustentável economicamente.”

Uma nova visão de negócios

E se Gestão de Negócios e Medicina podem caminhar juntas é porque as áreas conseguiram se completar e originar uma nova visão no mercado profissional, baseada na tomada de decisão consciente.

“Desde que iniciei o curso, desenvolvi uma nova forma de ver as iniciativas dos setores administrativos dos locais onde trabalho, além de me sentir bastante motivado para trabalhar com startups na área da saúde. Atualmente, sou responsável pelo Núcleo de Inovação e Tecnologia de um hospital e tenho tido contato com vários empreendedores e investidores potenciais. A forma como avalio esses novos negócios reflete muito do que tenho aprendido na pós-graduação em Gestão de Negócios.”

Dicas para conciliar a vida pessoal e profissional

A rotina de um aluno de MBA exige esforço e dedicação para cumprir as demandas e conciliar a vida profissional e a pessoal, especialmente quando pensamos em Gestão de Negócios e Medicina. Contudo, se bem organizada e com priorização de tarefas, uma rotina elaborada pode aliviar o peso dos estudos e agregar ao dia a dia, evitando o esgotamento e atrasos nas entregas.

Fugita, que está dando show ao conciliar o MBA com sua rotina médica, separou algumas dicas de sucesso, que ele aplica em seu próprio cotidiano. “A dica principal é ser disciplinado e focado”, ressalta, e, no caso do MBA:

  • Reserve horários para as atividades e leituras recomendadas.
  • Não deixe aulas e atividades atrasadas.
  • Procure assistir todas as aulas ao vivo e revê-las antes das provas.
  • Faça todas as três tentativas de provas disponíveis, para treinar e solidificar conceitos.

“Apesar de ter atividades em três instituições públicas, trabalhar em consultório privado e operar toda semana, tenho meus horários de lazer junto à família, cozinhando, assistindo filmes e praticando esportes”, completa

Benefícios do MBA em Gestão de Negócios

Conectar Gestão de Negócios e Medicina possibilitou uma nova forma de avaliar problemas e tomar decisões. Isso porque os conceitos de Gestão de Negócios podem ser transportados para qualquer área profissional. Matérias como estatística aplicada, responsabilidade socioambiental e ética empresarial, além de estratégias de marketing digital, vendas e muito mais favorecem esse desenvolvimento corporativo, seja na compreensão de organizações já existentes ou na prospecção de uma nova empresa.

Tudo isso somado ao contato direto com professores e ao networking com colegas e profissionais das mais diversas áreas é fundamental para quem busca novas oportunidades e destaque profissional em qualquer segmento.

“É motivador estar em contato com inúmeras pessoas de diferentes formações e pensamentos. Todas as aulas são surpreendentes, inclusive pela contribuição que outros alunos oferecem na forma de comentários e discussões. O nível das aulas, dos professores e dos alunos é muito elevado e ‘enriquecedor’ define muito de como tem sido o MBA para mim”, conclui Fugita.

Gostou de saber mais sobre essa relação entre Gestão de Negócios e Medicina? Então chegou a sua vez de se inscrever no MBA USP/Esalq e transformar sua carreira de uma vez por todas!

Autor (a)

Compartilhar