Entenda a diferença entre Digital Business e Data Science

Tecnologia, gestão de dados, informações e técnicas digitais já fazem parte da grade de muitas especializações, inclusive pela alta demanda de um mercado digitalizado. E se você também se pergunta se existe uma diferença entre Digital Business e Data Science antes de escolher o seu MBA USP/Esalq, este post veio para ajudar.

Primeiramente, vamos entender a relação entre os dois. O MBA em Digital Business é um curso com foco na indústria 4.0 e suas influências digitais na gestão de negócios e nas exigências da atualidade. “Ainda mais diante do ‘novo normal’, que nos deixa lições para usar mesmo quando tudo isso passar. As aulas online e o Zoom são apenas um exemplo de uma tendência que veio para ficar. Tudo isso é digital business”, explica ‪Marcos Roberto Luppe, professor do MBA.

Dados recentemente divulgados pelo Estadão e com participação de 30 mil profissionais de 25 países, incluindo o Brasil, mostram que executivos com nenhuma noção do mundo digital já são substituídos em grandes empresas. Do total de entrevistados, 80% dos líderes têm dificuldade com a demanda digital e isso, reforça o professor, tem motivado demissões.

Mas, para entender a diferença entre Digital Business e Data Science e o seu papel para a formação de profissionais cada vez mais digitais, é preciso saber que as duas áreas, apesar de mutuamente ligadas, possuem objetivos mais específicos.

“O digital facilita muitas coisas e hoje o foco das empresas são seus clientes e seus dados. Portanto, o Digital Business gera novos negócios para o público, interligando o físico e o digital. No entanto, tudo isso gera dados e temos que ter cuidado para não nos afogarmos neles. Daí entra o MBA em Data Science”, cometa Luiz Paulo Fávero, também professor do MBA USP/Esalq.

A regra é o digital

A cada minuto que já passou desse ano, trocamos 40 milhões de mensagens de WhatsApp e criamos 138 mil posts no Instagram. São grandes quantidades de informação, isso só para citar duas das plataformas mais usadas para comunicação. Nenhuma surpresa para o novo mundo digital.

“E de que forma posso saber como usar tanta informação a favor dos negócios? Por isso acreditamos que alguém que procure a diferença entre Digital Business e Data Science acabe percebendo que ambos se completam em muitos cenários e opte por fazer as duas especializações”, destaca Fávero.  

Para Luppe, boa parte dos profissionais da atualidade ainda são analógicos. Exemplo disso são as pessoas que têm dificuldades de usar da melhor forma o próprio smartphone ou a internet.

“A mudança do mercado de trabalho é muito rápida em função das novas tecnologias. A grande questão é que existe uma diversidade de tecnologias, e o Digital Business é para essa quantidade de profissionais que precisam se atualizar e de um curso de gestão tratando sobre as novas tecnologias”, reforça.

Os professores também comentam sobre a geração de dados pelas empresas como fontes de informações para a tomada de decisões mais assertivas. Nesse ponto, o Data Science possui um papel único.

“A confusão sobre as duas áreas é natural porque uma gera informação para a outra. O que acontece é que muitos profissionais, dependendo da área, precisam entender suas próprias necessidades para escolher atuar mais na criação de negócios digitais com visão estratégica ou mais na análise de dados para fornecer complementos a essa visão”, observa Luppe.

Propósitos

Para entender a diferença entre Digital Business e Data Science, é importante saber que as duas especializações não possuem a mesma grade dentro do MBA USP/Esalq. Os motivos nós já comentamos: objetivos diferentes.

Mas os professores lembram que é mais fácil identificar um e outro pelo cuidado que o conteúdo possui de não pular os fundamentos de cada área, sempre colocando situações recentes para contextualização do aprendizado.

“Em um ambiente de transformações digitais, o Digital Business traz visão estratégica digital dos negócios e incentiva a mudança. Sabemos que técnicas e tecnologias do passado estão mudando. A adaptação a elas nos processos organizacionais e a criação de um radar para saber o que ainda está por vir vai garantir permanência de negócios que desejam ser disruptivos”, lembra Luppe.

E com a exigência cada vez maior por profissionais com boa leitura, estruturação e interpretação de dados, Fávero também pontua a relevância de uma formação em Data Science.

“Nesse cenário disruptivo, temos muitas tecnologias que melhoram a tomada de decisão, mas sabemos também que isso só é possível quando um profissional sabe transformar dados em informações relevantes. Isso, é claro, em qualquer contexto, inclusive agora, que não podemos dizer mais nada sobre o futuro das coisas, pois o futuro é justamente o agora.”

Comparativo

Quer mais uma diferença entre Digital Business e Data Science? Separamos alguns conteúdos que você pode acompanhar em cada uma das especializações do MBA USP/Esalq e que dão a elas suas características únicas.

Digital Business

  • Disrupção Digital – Novos Mindsets para a Transformação Digital
  • Gestão da Inovação na Era Digital
  • Cultura Digital e Liderança
  • Gestão de Projetos e Metodologias Ágeis
  • Tecnologia da Informação (TI) e a Transformação Digital
  • Gestão da Mudança na Era Digital (Change Management)
  • Business Intelligence & CRM
  • Operações e Logística
  • Gestão do E-commerce
  • Gestão de Plataformas de Marketplace

Data Science

  • Data Science: Conceitos, Definições e a Relação com o Ambiente de Negócios
  • Tecnologia da Informação (TI) e Inovação Tecnológica
  • Introdução ao Machine Learning
  • Modelos para Dados de Contagem
  • Business Intelligence e Data Visualization
  • Cloud Computing
  • Analytics para Gestão de Investimentos e Valuation de Empresas
  • Pesquisa Operacional e Modelos de Otimização e Simulação
  • Deep Learning – Análise Espacial / Algoritmos e Robôs
  • Segurança de Dados e Cyber Security

Se você ainda tem alguma dúvida sobre a diferença entre Digital Business e Data Science, deixe aqui nos comentários que nós vamos te ajudar 😉

Autor (a)

Ana Rízia Caldeira
Boa ouvinte, aprecio demais os momentos em que posso ver o mundo e conhecer as coisas pelas palavras das outras pessoas. Não por menos, entrei para o jornalismo. E além de trazer conteúdos para o Next, utilizo minhas habilidades de apuração e escuta para flertar com a mini carreira de apresentadora nos stories do MBA USP/Esalq, no quadro Você no Camarim. Quando não estou me ocupando em ser a garota dos textos e do Instagram, gosto de usar meu tempo para devorar livros, acompanhar algum bom filme, enfeitar minha casa com tapetes de crochê, desenhar flores e abusar dos meus dotes na cozinha.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here