5 fintechs para investir (bem) o seu dinheiro

fintechs para investir

Conservador, moderado ou que aceita riscos. Perfis de investimentos e objetivos na hora de movimentar o dinheiro podem variar de pessoa para pessoa. E antes de pensar sobre qual rendimento é mais vantajoso nas maiores financeiras do país, vale a pena apostar em algumas fintechs para investir de forma mais fácil.

Esses tipos de empresas são, em sua maioria, startups que trabalham para inovar e otimizar os mais conhecidos serviços financeiros. Por apostarem em tecnologia, elas apresentam custos operacionais baixos, atendimento otimizado e burocracias minimizadas.

Se você procura por facilidade e segurança para fazer investimento e ainda deseja acompanhar isso em um smartphone, elas são uma boa aposta. E para ajudar, separamos cinco opções de fintechs para investir ainda neste ano!

Warren

Através de um bot bem-humorado, o primeiro atendimento traça o perfil de investidor do usuário a partir de perguntas básicas. Com o aplicativo, fica fácil escolher e nomear os objetivos e ainda receber sugestões para aplicação.

Nem todo mundo entende de finanças ou conhece os produtos desse mercado. Para quem vai começar a investir e quer fazer isso da maneira mais simples, a Warren traz um atendimento bem especializado.

O cliente pode escolher desde títulos do tesouro até fundos de renda variável nos EUA. As facilidades permitem começar com apenas R$ 100 na plataforma. O custo de 0,5% ao ano faz dessa uma opção mais acessível entre as fintechs para investir o seu dinheiro.

StartMeUp

Por meio do crowdfunding (conceito parecido com o da “vaquinha”), essa startup incentiva empresas inovadoras com aplicação dos clientes – enquanto garante a eles um potencial retorno sobre os valores investidos.

Com aplicações iniciais de mil reais, o usuário da plataforma além de investir em uma startup pode criar uma estratégia de diversificação de portfólio por meio de uma carteira virtual.

Quando o assunto são fintechs para se investir, a StartMeUp se destaca por apresentar detalhadamente o “produto”, revelando valor total da captação para a empresa, área de atuação e até mesmo o canvas do modelo de negócio.

Nubank

Lançada no mercado primeiramente como uma prestadora de serviços de cartão de crédito, a fintech Nubank se tornou hoje uma das opções mais indicadas para o perfil conservador.

Com a Nuconta, o usuário pode fazer transferências para qualquer banco sem a cobrança de taxas e guardar dinheiro com rendimento diário a 100% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

Comparada à poupança, que rende mensalmente 70% da Selic, fica mais fácil entender por que essa é uma alternativa entre as fintechs para investir e ter um dinheirinho guardado. Vale lembrar que diferente da conta bancária, a Nuconta tem como taxa IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e imposto de renda sobre os rendimentos diários.

Órama

Essa é uma das primeiras plataformas de investimentos digital no Brasil. Para começar a utilizar os serviços da Órama, basta fazer um cadastro no site ou aplicativo e investir transferindo recursos por meio de TED, DOC ou transferência entre contas Bradesco ou Itaú.

Através de um simulador, fica mais fácil saber qual é o melhor investimento para cada tipo de perfil e já ter acesso a aplicações. E para quem preza pela segurança, essa é uma das fintechs para investir sem medo, uma vez que os dados são acessados apenas por pessoas autorizadas.

Atualmente a plataforma oferece aplicações em fundos de investimento (renda multimercados, ações e muitas outras) e em títulos de renda fixa, como CDBs, LCs, LCIs e LCAs.

Magnetis

Um dos artifícios utilizados pelas fintechs são os bots, que garantem menos burocracias e um atendimento mais rápido. Na Magnetis isso não é diferente, pois a gestora de investimento conta com um sistema de inteligência artificial para ajudar a aplicar.

A empresa funciona como uma consultoria online, que faz sugestão ao investidor após um breve papo para coletar dados. Da mesma forma que a maioria das fintechs para investir, o usuário não tem qualquer obrigação de alocar o seu dinheiro na plataforma.

Por ter parceria com a corretora Easynvest, ela permite optar por ter ou não uma carteira de investimento com a plataforma. As carteiras podem conter títulos privados de renda fixa (como CDB, LCI e LCA), fundos de renda fixa, multimercado e ações com investimento mínimo de mil reais.

Você já investe em alguma dessas fintechs? Deixe sua opinião nos comentários 👇