5 dicas para gerenciar equipes de alto desempenho

gerenciar equipes de alto desempenho

O sucesso empresarial demanda diversas ações em conjunto, estratégias e planejamento. No entanto, nada disso se faz sem uma boa gestão de pessoas, e gerenciar equipes de alto desempenho está muito além de mandar e desmandar.

As empresas com bons resultados são exemplos de liderança e cooperação entre as equipes, afinal, todos devem reconhecer que trabalham pelo mesmo objetivo.

Para aqueles que pensam que uma equipe é meramente um grupo focado em reuniões e com características mais ou menos heterogêneas, aqui está o engano. Colaboradores com um excelente desempenho são independentes e confiam nos colegas de trabalho para alcançar metas. 

A seguir você confere cinco dicas que separamos para gerenciar equipes de alto desempenho e obter o sucesso da empresa. Confira!

Conhecer a equipe

Antes de pensar em como gerenciar uma equipe de alto desempenho, entenda que isso não será possível sem conhecer quem são as pessoas que fazem parte dela. Sob qual dinâmica elas operam? Quais são suas habilidades? Pontos fortes? E os fracos?

Liderar colaboradores qualificados não significa constante monitoramento e rígidas regras. Quando as metas estão bem definidas, as ferramentas de trabalho devidamente fornecidas e a força colaborativa preparada, a equipe consegue entender seu papel dentro das entregas da empresa.

Outro ponto é que, conhecendo seus liderados, a relação de confiança cresce e eles se sentem seguros para fazer o trabalho com mais eficiência.

Colaboradores qualificados

Ao gerenciar equipes de alto desempenho, saber delegar tarefas é fundamental. Isso deve estar aliado ao tópico anterior, pois, conhecendo bem os colaboradores, fica mais fácil direcionar o trabalho certo para a pessoa certa.

Antes de tudo, faça um balanço de todos os talentos que estão na equipe e organize para que a função de cada um seja assertiva, garantindo não somente o sucesso do trabalho, mas também a realização pessoal do funcionário.

Quando cada colaborador tem a sua tarefa bem definida e compreende a importância da sua função para a empresa, existem mais chances de assumir responsabilidades para desempenhar suas atividades da melhor maneira possível.

Relacionamento de confiança

A confiança deve ser estabelecida nas relações entre liderados e líder, sempre. Em um espaço confiável, as ideias são trocadas com mais facilidade, as decisões são tomadas com mais agilidade e problemas deixam de ser insolúveis.

Quando pessoas de um mesmo grupo se relacionam dessa forma, o capital intelectual é fortalecido. Isso significa que soluções criativas acontecem de forma natural e o comprometimento e liberdade para agir estarão sempre presentes.

Para além da criatividade, uma das melhores coisas que se pode fazer para gerenciar equipes de alto desempenho está na constância. Isso significa que os colaboradores confiam no gestor e na capacidade de agir com eficiência diante de metas e prazos não em uma, mas em todas as oportunidades.

Esforço reconhecido

É impossível pensar em qualidade de equipes sem motivação por parte de gestores. E nada mais simples do que reconhecer os esforços individuais e coletivos para levantar o sentimento de orgulho e manter os funcionários motivados.

Para começar, estude implantar políticas de feedbacks e bonificações que sejam realmente relevantes para os colaboradores. O que os deixaria feliz para continuarem levando adiante seus bons resultados?

Na via contrária, em caso de erros e entregas não bem desempenhadas, ter tato se torna essencial para mostrar o que deve ser melhorado. Neste caso, uma falha não pode ser motivo para voz autoritária, pois isso desmotiva e impõe medo de reagir às adversidades.

Equipes são um consenso

Gerenciar equipes de alto desempenho não significa que as ideias do líder são absolutas. Passar a sensação de exclusividade de boas ideias faz com que os funcionários hesitem ao tomar decisões. Isso compromete importantes passos do sucesso de um objetivo.

Sempre que a equipe perguntar sobre determinada resposta a uma situação, tente devolver a bola. Pergunte o que eles fariam para solucionar o caso. Guie, mas não dê o resultado para a questão de imediato. Incentive a estratégia e criatividade dos seus liderados.  

Inicialmente, a surpresa poderá tomar conta deles, afinal, é ao gestor que se credita a maioria das soluções. Passado esse tempo, a reação ao problema abrirá as portas para que os colaboradores opinem mais e deem ideias de como chegar a uma ação.

Quais estratégias você usar ou usaria para gerenciar equipes de alto desempenho? Compartilhe com a gente nos comentários!

Leia também Linguagem corporal: sua comunicação não-verbal é eficaz?