Por que usar influenciadores digitais na estratégia de marketing

influenciadores digitais

Nem todo mundo sabe o que são os influenciadores digitais. Embora para quem trabalhe com recursos virtuais pareça óbvio, boa parte da população ainda não entende quem são essas pessoas que criam conteúdo e qual o objetivo delas.

Por ser algo recente, não são só pessoas de outras áreas que têm dificuldades de assimilar os influenciadores digitais. No âmbito do marketing, ainda há muitos entraves para entender a importância de inserir essas personalidades em estratégias para produtos e, principalmente, de que forma utilizá-las para que não pareça algo artificial.

Influenciadores digitais são, resumidamente, pessoas que criam conteúdo nas redes sociais, principalmente Instagram, Youtube e LinkedIn. Existem, ainda, os que têm seus próprios blogs ou sites. Esse conteúdo normalmente é de algum nicho específico, por exemplo viagens, beleza e estilo de vida. Existem infinitas possibilidades.

Não necessariamente um influenciador digital será especialista no assunto. Normalmente é uma pessoa comum, que, antes de ter seu canal ou página na internet, não era conhecida. Por conta disso, causam identificação e ficam populares.

Uma visão de futuro

Antigamente o que dava resultado no marketing era a televisão e o rádio, por meio de propagandas com atores famosos, apresentadores e até repórteres de TV. Claro, não somente isso, mas era o mais efetivo para vários casos porque dava visibilidade à marca.

Com a internet a lógica é parecida. Os influenciadores digitais ganharam fama e são seguidos por milhares, se não milhões, de pessoas nas redes. Quando falam sobre algum produto, mesmo que já conhecido, gera interesse em boa parte desse público e engajamento para a empresa.

Agora, imagine uma marca pouco conhecida sendo citada de forma pessoal em uma rede social com milhões de seguidores – à moda antiga isso seria feito na televisão com algum ator famoso. É uma ideia que as empresas devem, no mínimo, levar em consideração.

A maioria dos manuais de marketing digital já indica a utilização de influenciadores ou até a criação de influenciadores próprios do negócio. No entanto, ainda há muita dúvida sobre forma de fazer isso, já que para alguns tipos de produtos pode parecer artificial fazer uma parceria paga.

Tutorial

O primeiro passo é, claro, analisar se sua empresa realmente precisa de um influenciador digital. Por mais que eles sejam populares, não é todo negócio que encaixa nesse tipo de estratégia – ou que tem capital para investir nela. Decidiu que sim? Próximo passo.

Essa é a hora de reunir uma lista com possíveis influenciadores que poderiam contribuir com seu negócio. Vale ressaltar que é preciso considerar aspectos geográficos nessa equação, ou seja, se você pretende trabalhar com pessoas da sua cidade ou região ou de reconhecimento nacional e até mundial.

A pergunta inicial para selecionar essa lista é: que tipo de conteúdo meus clientes consomem na internet? A partir daí você terá um “norte” a seguir.

Também é essencial segmentar esses influenciadores por área de interesse ou nicho. Se sua empresa é uma agência de turismo, não vale a pena tentar contratar uma pessoa que produz conteúdo sobre games ou estilo de vida fitness.

Cinco motivos

Talvez agora você esteja se perguntando o porquê de fazer uma parceria com influenciadores digitais. A resposta mais óbvia é que é uma tendência no mercado. Se hoje já existem várias marcas que trabalham com eles, em um futuro próximo isso só vai crescer.

Mas seguir o “bonde” sem questionar não é a melhor saída nunca. Por isso, o blog Next separou cinco motivos para você trabalhar com influenciadores digitais. Confira!

  • Existe uma conexão forte e fiel entre influenciador e público, portanto as pessoas confiam no que ele diz
  • 92% dos consumidores acreditam mais em indicação de pessoas do que de marcas
  • A maioria dos clientes está na internet – aproveite disso
  • Uma boa estratégia de marketing digital inclui não apenas anúncios, mas tentativas de engajamento
  • Mais pessoas falando da sua marca ou produto passa credibilidade e seriedade

Estratégia bem pensada

Depois de escolher um ou mais influenciadores digitais perfeitos para representar sua marca, é preciso pensar uma boa forma de fazer isso. Elabore uma estratégia e entre em contato com os escolhidos para começar a negociar questões contratuais e financeiras.

Para muitos casos, a estratégia do famoso “recebidinhos do dia” é eficiente. Ou seja, enviar produtos para que ele mostre ao público, fale de particularidades e indique aos seguidores. Normalmente esse tipo de parceria não envolve apenas os produtos recebidos, mas capital também.

Para algumas marcas isso não é o ideal e pode ser que seja preciso pensar em outra estratégia, como uma criação de conteúdo em conjunto, por exemplo.

O fato é que é preciso, no mínimo, considerar se utilizar influenciadores digitais é uma boa para a sua marca. Uma dica é colocar isso em um brainstorm com a equipe e chegar a um consenso sobre o assunto.

Você já conhecia a estratégia? Comente!

Leia também Era da Assistência, Google e os micro-momentos: uma relação entre marca e consumidor