Big Data, porquê a sua empresa deve conhecer esta ferramenta

Em pleno 2016 a Netflix lança uma série inspirada em clássicos dos anos 80 com E.T., o Extraterrestre e Os Goonies e garante um sucesso estrondoso em audiência. Stranger Things foi o assunto mais comentado em julho deste ano. Nesta semana, entre os tópicos mais citados está a série Narcos, com o lançamento da segunda temporada.

O segredo por trás da estratégia de sucesso da empresa? O bom uso dos dados gerados pelo acesso diário dos assinantes do serviço de streaming.

“As práticas de gerenciamento de clientes se expandiram na década de 80 com o marketing de relacionamento. Atualmente está mais fácil identificar o consumidor, diferenciar e interagir com ele graças às tecnologias. Isso permite que você consiga identificar quais são as preferencias individuais e fazer a segmentação do público”, afirma o professor do MBA em Marketing USP/ESALQ, Eduardo Spers.

Sim, a máxima é a velha e boa: conheça o seu cliente. O maior banco de dados do mundo, o Big Data, é um aliado. A discussão atual é como gerenciar e analisar a fundo esse enorme banco de dados.

 “O Big Data sozinho não realiza nenhum milagre de multiplicação das vendas. É preciso compreender, estruturar e saber analisar os dados fornecidos pelo sistema para conseguir identificar rastros dos consumidores pela web e construir o mapa de suas preferências”, diz a professora Ana Carolina Fernandes, também docente do MBA em Marketing USP/ESALQ.

Para ela, o Big Data não é modismo. “Não basta possuir um software ou acumular dados aleatoriamente. É necessário analisar as informações adequadamente. Investir em pessoas qualificadas para essa função é essencial”, diz.

Uma célebre frase muito usada na época da explosão do varejo vale também para esse momento, como destaca o professor Spers. “Naquela época, dizia-se que o varejo está afogado em dados e carente de informações. Hoje, para fugir disso, as empresas precisam investir em profissionais que saibam interpretar esse monte de dados, além de profissionais especializados em pesquisa de mercado e data quality”.

Como a sua empresa usa o Big Data? Deixe nos comentários a sua experiência com essa ferramenta.

Autor (a)

Compartilhar