Ex-morador de rua, aluno do MBA USP/Esalq dá exemplo de superação

superacao

Fim de ano é tempo de reflexão. Nada melhor que uma história inspiradora para contribuir com esse clima.  Aluno do MBA USP/Esalq, Leandro Antunes, transformou radicalmente a sua realidade com seu empenho nos estudos.

“Aos 8 meses de idade, meus pais se separaram e passei a viver como nômade com diversos familiares. Cheguei a viver nas ruas entre os 10 e 12 anos”, diz ele. “Voltei a estudar com 25 anos, quando consegui retornar na 7ª série do ensino fundamental. Fiz dessa oportunidade a minha esperança de mudar de vida, aplicando toda atitude, dedicação e determinação”.

Hoje, aos 33 anos, Leandro é advogado, casado há 15 anos e pai de três filhos. Está cursando o MBA em Gestão de Projetos USP/Esalq. Ao concluir o curso, será especialista em gestão de projetos pela Universidade de São Paulo.

“O MBA USP/Esalq era um sonho, porém muito distante. Quando a oportunidade surgiu, eu agarrei tão forte, e tenho feito dela um recurso para o sucesso. Essa sem dúvida é uma das maiores conquistas da minha trajetória profissional e acadêmica”.

Leandro tem como lema de vida a palavra superação. “Temos duas opções em relações aos nossos sonhos. Podemos buscar torná-los realidade ou desistimos. Reflita sobre 2016, faça dele um laboratório, usando as lições como bússola de qual devem ser as escolhas no ano de 2017. Nunca foi ou será fácil, mas valerá a pena se acreditar”, diz ele.

SOBRE 2016

O ano de 2016 foi turbulento, mas sob o olhar de alguém que precisou superar todos os obstáculos em sua vida, a crise é naturalmente encarada como um momento de renovação de forças.

 “Toda crise é um celeiro de oportunidades disfarçadas, e nesse período consegui avaliar as essas oportunidades agarrá-las. Assim, considero esse ano como muito bom em aprendizado e amadurecimento. Profissionalmente foi o ano de sair da zona de conforto e avançar na área do incerto, no meu caso o segmento de gestão de projetos”, afirma.

 E você, qual balanço faz do ano que está terminando e que lições pode tirar dos momentos difíceis que passou? Vamos entrar em 2017 com o pé direito!